VISÕES DO MUNDO EM TRANSFORMAÇÃO

PÚRPURA QUATRO

O ser humano actual tem emoções primitivas, instituições com 400 anos e o poder tecnológico de Deuses - uma fórmula explosiva que exige melhor diálogo e a máxima atenção entre todas as partes da comunidade humana.


A pandemia CV19 é um catalisador universal, inesperado por parte das massas, mas previsto pela classe científica e médica nas últimas décadas - o que implica que sectores da actividade humana estavam cientes dos riscos, mas a negligência política e a incomunicação entre académicos, juntamente com a mentalidade popular, criaram zonas cegas nos nossos sistemas de saúde e nas nossas economias.

Essa negligência e incomunicação demonstram a prevalência de “hubris” no pensamento contemporâneo. O aumento de stress sobre a sociedade obriga a uma agilização de todos os níveis do seu funcionamento e exige uma revisão de alguns axiomas que tem prevalecido sobre as Visões do Mundo.


Praticamente todas as hipóteses alternativas que circulam hoje nos massmedia, desde conspiração á critica política, implicam que o homem tem total controle sobre a realidade objectiva. Mas esta crise parece implicar um redimensionamento do nosso conhecimento, dos nossos modelos e do nosso uso do poder.


No Púrpura 04 vamos analisar ideias colectivas mainstream que nos mantém despreparados perante os factos e também visões do mundo que parecem dominar os ambientes alternativos que revelam egoísmo subliminar.


Um encontro que procura desmontar os pontos cegos nas visões do mundo convencionais e das visões alternativas onde estas permanecem centradas nas camadas exteriores do ser.

triptico.jpg
rodape-andre-louro-de-almeida.png

UM SITE ANDRÉ LOURO DE ALMEIDA, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS