Da Necessidade Actual

Atualizado: 30 de set. de 2020

A necessidade actual é de um Ser que combine as qualidades de um contemplativo profundo, um curador psíquico e um operador pragmático. Isto significa que necessitamos de um Ser-síntese. Alguém capaz de interagir com igual equilíbrio não só com ambos os pólos da manifestação universal – um contemplativo e um construtor pragmático – mas muito sensivelmente com o sempre adiado problema da Harmonia, com as realidades intermédias que ligam o Espírito e a Substância.


Este é o Curador Psíquico, o centrador dos mundos, o harmonizador das esferas, numa palavra: o Homem.


Sabemos muito sobre a substância e alguma coisa sobre o Espírito. Conhecemos os cristais das qualidades do mundo e somos visitados pelos Deuses em frotas iridescentes, mas ainda sabemos pouco sobre o Cristo individual, o filho de Deus que é filho do Homem.


O nosso problema é um problema de Harmonia. Os toques dos dois mundos são constantes, dois tempos, dois dragões, dois pólos buscam um alucinante matrimónio dentro de nós. Como se aos átomos não bastasse a sua condição de baterias-memória da história universal e aos Deuses a sua condição olímpica fosse quase uma prisão de luz suspensa. A última palavra cabe ao coração humano, ao centro alquímico do universo, ao Grande íman e seu reflexo em nós.


A nova experiência, o novo degrau, o Lugar da Paz, a nascer, será essencialmente um laboratório de Harmonia, uma nova equação para os Mundos, um selo ígneo anunciando um novo modo de Casamento. Assim o lugar de Iniciação será também o lugar de Encontro não só com a ternura dos pulsares e com o Amor da Irmandade mas com a coesão mesma do indivíduo perante si-mesmo, a cura psíquica que sutura as cicatrizes do peregrino e o centra num núcleo sumamente elegante: o ser plenamente consciente da sua função cósmica.


O lugar da Iniciação será o lugar do encontro consigo mesmo, também psicologicamente, na Alegria Solene da auto-recriaçao em nome do infinito Ser.


Ofertemos os nossos seres, não apenas às alturas ilimitadas da mente divina nem às profundidades dos oceanos plásticos e do eros cego mas essencialmente consagremos o nosso ser ao nascimento de um novo modo de Homem, um curador de homens e um encantador de átomos e de Deuses.


Isto significa que estamos interessados na manifestação do perfeito meio, do ponto mediano onde a Terra se torna Celeste e o Céu ganha a solidez e a estabilidade de um facto consumado, de um Cristal do Ser Puro.


Estamos, como operadores da harmonia dos Mundos, interessados no perfeito ponto mediano: O Quarto Raio e o seu milagre, a Terra Celeste.


Lys, como Santuário Interno, emana a Futura Harmonia Terrestre, o Novo Degrau e guarda para nós a semente de uma Humanidade onde as clivagens entre Cristo - o homem interno - e o homem externo não mais existem, e onde a alma, a grande intermediária, encontra o seu Reino.


Depois de conquistada a Harmonia, o Novo Ser, então caminharemos para o Templo e beberemos directamente da Luz das esferas sagradas. Mas primeiro a Lei do Equilíbrio, da suave electricidade do Equilíbrio, será anunciada e vivida.


Estamos interessados em curar o homem em profundidade e assim contribuir para revelar o Deus Oculto.

245 visualizações5 comentários

Posts recentes

Ver tudo

Inverter o tempo é o poder do Coração Alado. Quando o Coração abre as suas asas o presente torna-se consequência do Futuro. Não por uma resignificacao poética mas pela ascendência do Centro sobre toda